11 5051-5090 / 11 99436-7006

Bruxismo, você sabe o que é ?

Blog - MCastanho Odontologia

Bruxismo, você sabe o que é ?

bruxismo

O Bruxismo é o hábito de ranger ou apertar os dentes durante o sono de forma involuntária ou até mesmo durante o dia. Os dois tipos interferem no sistema mastigatório que é composto pelos dentes, músculos e articulações da face relacionadas à mastigação.

Será que você já notou algumas destas características?

  • Ranger os dentes, emitindo um som que perturba o sono da pessoa com quem você compartilha o quarto
  • Sentir os músculos da mandíbula apertados ou doloridos
  • Possuir estalos ou cliques nos movimentos de abertura e fechamento da boca
  • Dor por um período prolongado nos músculos da face ou na cabeça
  • Restaurações que quebram a todo o momento sem uma causa aparente

Se você disse sim para algumas destas características, você pode ter desenvolvido o bruxismo.

O hábito de ranger está associado ao bruxismo noturno que é considerado pela Academia Americana de Medicina do Sono como um Distúrbio do Sono, assim como a insônia e a apnéia. Com o passar do tempo vai criando fadiga muscular, os músculos da face vão ficando cansados, além do aparecimento de dores nesta musculatura, dores de cabeça e próximas a região dos ouvidos, pois a articulação da mandíbula acaba ficando sobrecarregada com estes estímulos. Outro sinal importante a ser observado é o desgaste exacerbado das estruturas dentais que ao longo dos anos fazem com que os dentes fiquem mais curtos e desgastados, contraindo ainda mais a musculatura.

O apertar dos dentes também é prejudicial e está mais associado ao bruxismo diurno, causando também fadiga muscular e dores de cabeça. Pense comigo, em uma situação de repouso, como ficam seus dentes? Eles não encostam, não é mesmo?? E é assim que deveria ser a maior parte do tempo, pois sempre que ficamos com eles encostados geramos uma contratura maior da musculatura e isso não deveria acontecer a todo momento. Essa posição encostada pode gerar dores e afetar os tecidos que estão ao redor dos dentes, como a gengiva, podendo até ocasionar mobilidade dos dentes e ainda o aparecimento de trincas no esmalte dos dentes, deixando seus dentes mais susceptíveis a fraturar e quebrar.

Nestes tempos de crise e agitação, têm sido cada vez mais comum o aparecimento de pessoas com estes sinais e sintomas, por isso que o bruxismo é tão associado com o estresse. A descarga de estresse pode fazer com que a pessoa desenvolva este hábito que está além da função normal da mastigação. Trata-se de um hábito parafuncional.

Algumas pesquisas dizem que cerca de 15% das pessoas no mundo tem bruxismo. Apesar de algumas pessoas não desenvolverem nenhuma sintomatologia, pois muitas vezes a musculatura acaba se acomodando, os prejuízos não deixam de acontecer. Por isso, a importância de se ater aos detalhes e observar o que ocorre com sua dentição. Nestas situações, o desgaste da estrutura dental, normalmente, é o alerta primário para a presença do dano.

Basicamente, os dentistas especialistas nestas áreas são os profissionais mais indicados para fazer o diagnóstico e o tratamento do bruxismo. Os fisioterapeutas podem oferecer um tratamento de suporte para dor muscular e os fonoaudiólogos também podem ajudar a detectá-lo.

O primeiro passo é reconhecer o problema e tentar achar suas causas no dia a dia. A terapia mais empregada atualmente para o alívio dos sinais e sintomas da articulação temporomandibular associada ao bruxismo é a utilização de placas interoclusais, também chamadas de placas de mordida ou placas miorelaxantes. Essas placas reduzem a atividade dos músculos durante a noite e protegem os dentes dos desgastes provocados pelo hábito. Elas normalmente são feitas com resina acrílica e tem que ser adaptadas e ajustadas individualmente. Caso, você já tenha usado e não se adaptou, provavelmente ela não ficou bem ajustada para você ou porque não foi traçado um plano de tratamento adequado. Costumo falar para os meus pacientes que a placa é um tratamento, não é só entregar e pronto. Ela deve ser ajustada até que fique bem confortável para o seu uso contínuo. Assim, ela terá o efeito desejado de relaxamento e proteção de seus dentes.

Outro passo importante é diminuir a tensão psicológica, controlar o estresse e a ansiedade. Isto pode ser feito mediante a prática de exercícios físicos. O ideal é procurar alguma válvula de escape com algo que te dê prazer para aliviar as tensões do dia a dia, como praticar esportes, dançar, cantar, tocar algum instrumento musical, fazer pilates, yoga e/ou meditação. Uma boa noite de sono e uma alimentação equilibrada também podem ser ótimos aliados. E caso, seja necessário, pode procurar também a ajuda de um psicoterapeuta.

Espero ter contribuído em algo por meio destas infomações. Se quiser que algum amigo ou parente leia também, compartilhe!! Se tiver dúvidas, comente aqui. Um super beijo e até o próximo artigo!!

Compartilhar:

CONTATO

Quer tirar dúvidas, obter mais informações ou agendar uma consulta?
Entre em contato conosco!

  Avenida Moema, 170 – 9º andar. Conjunto 91 – Moema – São Paulo

FALE CONOSCO








© 2017 MCastanho Odontologia | Desenvolvido por ROTEART